terça-feira, 2 de janeiro de 2007

Outra surpresa do Schott

O primeiro livro do Shott que eu li foi uma maravilha. Era o livro que eu teria escrito caso tivesse uma outra disposição, muito interessante mesmo. Mas eu quero registrar aqui os livros que LI em 2007 portanto vamos em frente. Foi publicado a pouco no Brasil mais um exemplar das idisioncrasias do sujeito, focadas desta vez na culinária e no universo particular que ronda esta mania (ou seria mesmo uma forma de arte?). Há um pouco de tudo ligado a culinária: como se classificam os gostos?; quais foram as causas mortis de alguns notáveis?; qual é mesmo o veneno mais adequado para cada situação?; quem foi mesmo Brillat-Savarin?; como se organiza uma mesa em uma recepção?; como se diz "alho" em sueco?. Está tudo lá ao alcance dos olhos. É um livro para se ter a mão antes de uma festa gastronônima, como Bouvard et Pécuchet gostariam que fizéssemos. Muita informação inútil diriam alguns, mas vale uma folheada, apesar de ser mesmo totalmente descartável, confesso.
"Miscelânea da boa mesa de Schott", Ben Schott, tradução de Adalgisa Campos da Silva, Editora Intrínsica, 1a. edição (2006) ISBN: 85-98.0781.58



2 comentários:

Ronai Rocha disse...

Grande Guina, essa é uma bela idéia, gostei mesmo. De minha parte, comecei o ano com uma revisita a "Sagarana", faz tanto tempo que li que não me lembro mais. Comprei a edição comemorativa e me deliciei, já, com "São Marcos", um das mais belas novelas do livro. Grande abraço e Muitas Boas Leituras nesse 2007!

helga disse...

Guina amei ver q nosso distanciamento tem sido benéfico para pores em prática idéias antigas, como esta em q compartilhas algo tao precioso como é tua leitura. hj estava buscando a autobiografia do saramago, depois de ler o q escrevestes estou decidida a ler "obrigado jeeves"
OBRIGADA GUINA
BJS