terça-feira, 1 de setembro de 2009

a garota de cassidy

David Goodis, um escritor de romances populares (pulp fictions), também trabalhou na industria cinematográfica americana de baixo orçamento (os filmes noir dos anos 1950 que tanto encantariam os franceses posteriormente), mas somente alcançou algum reconhecimento após sua morte. François Truffaut fez uma adaptação de um de seus livros (Atire no pianista) e ao menos no círculo de leitores de romances policiais Goodis passou a ser respeitado como tão representativo quanto Raymond Chandler ou Dashiell Hammett. Isto eu aprendi entre bits e bytes desta porosa web, vá saber se estas informações são mesmo confiáveis. De qualquer forma ganhei o livro e resolvi experimentar. "A garota de Cassidy" é um livro que se deixa ler sem muito esforço. É uma história que envolve um grupo curioso de alcoólatras, sujeitos violentos e desesperados, brutalizados não pela sociedade ou terceiros particularmente perversos, mas sim por eles mesmos. É um livro onde homens e mulheres estão atrapados em uma vida de dissipação e misérias sem fim. Um sujeito e sua mulher (Cassidy e sua garota afinal de contas) mantêm um relacionamento pouco edificante e invejável. Cassidy sonha com uma eventual separação, desintoxicar-se, mudar de hábitos, mas tanto no mundo da ficção quanto no mundo real é muito difícil modificar aquilo que já está entranhado em nosso modo de ser. A bem da verdade eu acho que há uns bons furos nesta trama. Para um sujeito que foi educado adequadamente e tornou-se piloto de avião Cassidy é bem limitado intelectualmente, beirando a boçalidade. As circunstâncias de um acidente de ônibus e de um acordo com um capitão de navio são patéticos de tão inverossímeis. Bom, quase todos os personagens estão tão chapados pelo álcool que não poderiam mesmo se comportar de outra forma, mas tudo me pareceu artificial demais, com comiseração demais, para que um eventual leitor alcance alguma sabedoria. De qualquer forma ainda vou tentar ler mais alguns dos livros de Goodis. [início 18/08/2009 - fim 19/08/2009]
"A garota de Cassidy", David Goodis, tradução de Jimi Joe, editora LP&M (1a. edição) 2006, brochura 11x18, 224 págs. ISBN: 978-85-254-1444-1

Um comentário:

Janaína Góes disse...

Na minha adolescência eu li esse livro e fiquei apaixonada pelas histórias desse autor David Goodis. Tanto que eu também li sexta-feira negra era o que tinha dele na biblioteca do meu bairro na época!!